Entenda como funciona a revisão da vida inteira

REVISÃO DA VIDA INTEIRA

O segurado que trabalhou a vida inteira e contribuiu com o INSS, ao se aposentar espera receber o valor mensal referente ao período integral de contribuição. Contudo, a Previdência Social no momento de conceder o benefício considera as contribuições pagas a partir de julho de 1994, descartando todas as anteriores.

Entretanto, o segurado ao se aposentar pode agora solicitar revisão do valor de sua renda mensal com base em um novo entendimento da Justiça Federal, onde se declarou a inconstitucionalidade do art. 3º da lei 9876/99, que traz uma regra de transição muito prejudicial para aqueles que já estavam contribuindo com a Previdência Social antes de 1999.

De acordo com o advogado Wili Fernandes, do CEPAASP – Centro Paulista de Apoio aos Aposentados e Servidores Públicos os segurados que se filiaram ao INSS depois de 29/11/99, data da publicação da lei 9876/99, o benefício será calculado com base em 80% das maiores contribuições de todo o seu período contributivo, respeitando todos os tributos pagos à Previdência Social.

Leia mais:Entenda como funciona a revisão da vida inteira